30 de mai de 2011

Chanel Boys: Novas bolsas inspiradas na androginia de Coco Chanel

Hey pessoas. Hoje eu vim falar sobre uma linha de bolsas inspiradas na androginia masculina que está super em alta no mundo da moda nesses últimos meses. Para a próxima estação, o outono, que começa no segundo semestre nos países do emisfério Norte, a Chanel preparou uma nova linha de bolsas que estão um arraso. Foram baseadas no estilo pessoal de Coco Chanel, já deu pra imaginar que vai ser a cara da riqueza né?

E enfim, chegaram as “Chanel Boys”, inspiradas no charme andrógino que a estilista era famosa por. “Chanel utilizava lingerie masculine para fazer vestidos, ela tinha essa attitude masculine, de fato, esse era o espírito dela. Ela pegou esse estilo de Boy Capel, o grande amor da vida dela, que explica o motivo da nova bolsa ser chamada Boy Chanel. Explica Karl Lagerfeld.
Em setembro elas já estarão disponíveis nas lojas da Chanel, que irão variar de US$2.500 (R$4.000) até US$4.500 (R$7.300). Eu quero!
chanelb1
Screen shot 2011-05-26 at 12.41.20 PM
fonte: Oi moda. Fotos: Reprodução. Matéria por: @anythingyoufeel

25 de mai de 2011

As bolsas masculinas que são tendência!

Olá pessoas modernas, hoje resolvi falar sobre uma coisa que não é mas tabu entre os homens modernos e até mesmos para aqueles que não "curtem" moda. Que são as bolsas carteiro e pasta de trabalho, que não apenas compõe um visual, são mas práticas e bonitas. 

Bolsa carteiro

Ela é uma boa solução para os homens que precisam carregar muitos objetos no dia a dia. Em proporções menores do que os modelos femininos, as versões masculinas vão bem com looks casuais. Feitas de couro ou náilon, são clássicas e neutras.

Pasta de trabalho

Companheiras inseparáveis dos homens de negócio, as maletas executivas ganham um ar retrô, com versões de couro cru. São menos estruturadas e mais modernas que as usadas nas décadas recentes.
Fonte: modaspot

Trend for MAN

   Hey fashionables,  resolvi postar algo sobre tendências masculinas devido aos pedidos de nossos leitores , bom,  nesse inverno  uma coisa que vai continuar com toda a força, desde o verão 2011 é o xadrez, fuja um pouco de mistura de cores, use tons mais pasteis, bege, preto, branco, creio que nesse inverno uma coisa muito importante é não misturar muitas cores, e saber trabalhar em 1 ou 2 tons, exemplo, preto,cinza,branco .
  Cortes de roupas mais simétricos, e com design mais diferentes são apostas, e a gola mais aberta e firme também, serão coisas indiscutivelmente notadas no inverno e lindas.
   Calças Girfriends continuam com tudo! Deve saber abusar de pequenos detalhes para chamar atenção, customização é algo que não sai de moda, então se você sabe o que está fazendo, abuse e arrase!
   Em relação aos sapatos, americanos, mocassim que foi o hit do verão continua em alta, oxfords,  tenis com cano médio e alto, cuidado em relação as cores, carregar de mais nunca é bom, Coturnos de couro; claro que prefiro os sintéticos ( DIVINOS).
   Uma das coisas que eu acho super interessantes para os homens são as leggings masculinas, que eu acho divinas, porem, o preconceito brasileiros que não existe faça com que muitos homens não tenham coragem de usa-las.
  Saiba brincar com a união do pesado com o leve, isso seria a verdadeira dica, saiba quem é você, e o que você quer passar de imagem para quem está te vendo, e por fim, arrase! LET'S GET GLAM.




Xadrez:





Jaquetas em couro:





Trenchs:






Cores pesadas:




Simetria, e gola mais aberta:




Calça com detalhe :





Legging: ( Vale lembrar que nos estados unidos é super natural ver homem com legging)






Coturno:





Oxford:




Acessorios:


15 de mai de 2011

Open-necked Shirt ou Buttoned-up

Olá fashionistas do mundo.

Se em determinado momento a tendência pede para adicionar mais um botão no blazer e em outra estação temos que tirar, a camisa também sofre do mesmo carma fashion. É a hierarquia das camadas. Blazer, camisa, colete, gravata, cardigã, enfim. Às voltas com as tendências para a moda masculina, o jornalista britânico Mark Walton Cook do London Evening Standard trata do retorno ao british gigolô. Na verdade existe um duelo entre as principais escolas de moda masculina do mundo. O estilo clássico inglês e o clássico coolitaliano.
A diferença climática, o espírito mais apático dos ingleses provavelmente aciona essa tendência com mais obviedade. Quanto aos italianos e, por conseguinte todo o homem que mora em países de clima tropical, isso fica menos claro, afinal o sexy, o corpo, os músculos ainda tem muitos adeptos.  Talvez seja uma tentativa de fugir do esquálido homem minimalista dos anos 90 que teve ressonância na moda masculina dos anos 2000. Se na moda feminina a estética da magreza se viu arranhada por diversas manifestações, a moda masculina ficou fora de foco e quase ninguém comentou.

O estilo gigolô

open-necked shirt (que fica deixa a camisa desabotoada nos primeiros botões, exibindo o colo) ganha forma através de referências que podem vir do imaginário do cinema através do conquistador, o Don Juan, o “Conquistador de Sevilha”, o  Zorro, Rick Martin. John Travolta com seus embalos de sábado à noite influenciou toda uma geração nos anos 70, bem como a cultura de pista. Nos anos 70, temos Saint Laurent, que se deixa influenciar, e veste o “conquistador” desse tempo. Nos anos 80/90, Gianne Versace faz a cena dos excessos. E camisa aberta se tornou tendência. Tom Ford é o maior expoente desse estilo. Quem deseja se arriscar nesse sentido deve tomar Tom Ford como exemplo. Extravagância pode, mas conservando a mesma estirpe do gentleman britânico.
camisa-gola-aberta
Desfile da Bottega Venetta; o modelo David Gandy
Tom-Ford
O estilista Tom Ford, adepto da camisa com gola aberta

O padrão britânico

Entre os ingleses, o clássico sempre prevaleceu mesmo que Mick Jaeger nos anos 60/70 subvertesse essa questão. Contudo, aos olhos do mundo, sempre foi uma cultura dentro de um padrão inerente de elegância. A inspiração para o estilo buttoned-up (ou seja, abotoado até o final) pode vir dos intrépidos teddy boys nos anos 50 – garotos ingleses da classe proletária, que gostavam de rock e tinham um estilo de vestir inspirado na época eduardiana – ou nos “bebop-moods” os anos 60 – jovens que se opunham aos Teddy boys, oriundos de classes trabalhadoras, que usavam roupas mais comportadas e ouviam rhythm and blues.
buttoned-up
Buttoned-up: Burberry e Topman, duas marcas clássicas e britânicas
teddy-boys
Os teddy-boys
Essa mini-tendência vai sobreviver dentro da dualidade que lhe cabe, respeitando o mosaico de estilos, a liberdade, os insiders, e principalmente as ruas das grandes metrópoles com seu laboratório de sinais.
fotos: reprodução / fonte: Homem Moderno.  by: Ramon Campos 

10 de mai de 2011

Lista de Qualidades pessoais e Habilidades.

Hey fashionistas,  tudo bem com vocês?
 Desculpem a demora para postar mas com minha mudança , e  a faculdade acabo ficando sem tempo para postar, mas prometo tentar atualizar o blog sempre que possivel.
 Como estou no primeiro semestre do cuso de Design de moda resolvi postar uma lista de qualidades pessoais e habilidades do livro "fashion design "



Ambição: Firme vontade de alcançar seus objectivos práticos, conceituais e financeiros.
Charme: Relacionar-se bem; ter boa comunicação: capacidade de cooperar.
Competitividade: Usar suas aptidões para obter vantagens sem aritificos maliciosos.
Compromisso: Trabalhar duro; estar aberto para aprender e ultrapassar limites.
Confiança: Ter fé em suas ideias e aptidões e acreditar nos outros: equilíbrio entre egotismo e humildade.
Consciência: Profundidade, diligencia, ética; saber enfrentar dificuldades com serenidade.
Correr riscos: Audácia, ousadia, atrevimento; ver adiante, ser empreendedor.
Criatividade: Originalidade natural, talento para gerar novas ideias e prazer em criar.
Curiosidade: Interesse na sociedade, nas pessoas, na criação, nas funções e formas etc.; estar sempre bem informado.
Decisão: Rapidez parar tomar decisões, saber assumir responsabilidades ou comandar outras pessoas.
Eficiência: Planeamento do tempo e organização de informações e materiais; ser parcimonioso.
Energia: Resistência e saúde física, dedicação ao trabalho, disposição parar trabalhar por longas horas.
Espírito de equipe: Saber dividir,, gostar de trabalhar em grupo, reconhecer sua função no quadro geral.
Firmeza: Colocar seu ponto de vista claramente.; defender suas convicções.
Flexibilidade: Capacidade de adaptar-se e encarar criticas alheias como algo útil; aceitar mudanças.
Habilidades artísticas em duas dimensões: Capacidade de visualizar, desenhar e pintar.
Habilidades artísticas em três dimensões: Capacidade de visualizar e criar peças como uso de diferentes materiais.
Habilidade escrita: Capacidade de escrever cartas, relatórios,resenhas e analises.
Habilidades de comunicação: Delegar, explicar, escutar e negociar, falar em publico.
Humor: Ver sempre o lado engraçado das coisas ( sem maldade); criar um bom clima de trabalho.
Iniciativa: Ir à luta; começar coisas e resolver problemas na pratica - não só na teoria.
Instinto: Fazer com que o difícil pareça facil -se bem, ter estilo.
Liderança: Ter autoridade ou posição para dar conselhos ou representar os outros.
Línguas estrangeiras:  Ter fluência em outras línguas a vontade de viajar.
Paixão pela moda: Envolvimento; inspirar outras pessoas com ideais e roupas.
Paciência: Ver as coisas no todo, tolerar tarefas repetitivas, suportar gente enfadonha.
Percepção: Estar sempre ligado, ter habilidade intelectuais e gráficas, solucionar problemas.
Perspicácia para negócios: saber calcular, identificar oportunidades, perceber os custos/benefícios; pensamentos lógicos.
Pontualidade: Ser pontual é algo valorizado.
Senso de cor: Importante para desenvolver mostruários e linhas, estamparia, moda infantil e malharia de tricô.
Talento: Habilidade acima do comum, especialmente para desenhar, criar estilos ou negociar.
Temperamento: Amistoso, calmo, equilibrado.Capacidade de realizar diferente tarefas; não se perturbar com os desafios.